Clássico aborda a criação na publicidade

Chame a atenção, prenda o interesse, desperte o desejo e leve à ação de forma inventiva e original. Livro que desmistifica a criação na publicidade.

Criação é com Menna Barreto

R$27,00. Adquira o seu

Muitos ainda acham que o ato criativo seja um dom divino ou resulte de um quê de magia, sendo destinado a algumas poucas pessoas dotadas de poder superior capaz de gerar ideias inéditas e inovadoras.

Existe até quem acredite ser necessário entrar numa espécie de transe mediúnico, algo que tire o controle de nós mesmos e da nossa racionalidade para nos colocar a beira da loucura, dentro dos meandros ocultos do inconsciente. Tudo com o propósito de potencializar o processo mental de criação.

A realidade é que tal assunto está cercado de crendices, e esse livro irá desmistificar todas elas, inclusive aquela que costuma condicionar o surgimento de boas ideias com “brilhantes” momentos de inspiração. Estes não passam de mais uma balela ilusória, porque a verdadeira criatividade se resume pura e tão somente em ser bom naquilo que se faz.

Trata-se de possuir o domínio prático da técnica profissional, sem necessariamente precisar de profundas elucubrações teóricas artificialmente elaboradas e cheias de palavras complicadas.
A criação em propaganda vem de um estalo simples, banal, intelectualmente primário e infantil. Ela é um tipo de ensinamento que se aperfeiçoa na base do treino diário: pode ser aprendido, desenvolvido, desdobrado, exercitado e continuamente testado e reformado.

É o que esse livro mostra em cada uma de suas páginas, apresentando um conteúdo objetivo e livre de conceitos complexos com infinitas implicações. Mesmo porque não há regras e nem fórmulas prontas para o fazer criativo. Há, sim, pessoas com capacidade de indagação e curiosidade, permanentemente abertas a tudo, tanto no tocante às suas próprias ideias quanto em relação ao mundo que as rodeia.

ESsa é a publicidade com a verdadeira criação

Profissionais dessa área cultivam o espírito de irreverência, ceticismo e sobretudo de autodisciplina, pois a criatividade nada mais é que estar disposto a resolver problemas. E como encontra-los, senão com uma boa dose de persistência e entrega completa ao produto? Isso significa conviver, envolver-se, devassar e saber tudo sobre ele.

É uma familiarização com o produto de tal maneira, que tomamos a liberdade de brincar imaginosamente com suas formas, de caricaturá-lo, de associá-lo com outros elementos conhecidos, enfim, não medimos esforços para esgotar todas as possibilidades associativas.

Sempre que você vir um anúncio fascinante e bem concebido, entenda que ele não é uma demonstração irreprimível e gratuita de talento, bom gosto e imaginação.

Pelo contrário, ali está o trabalho incansável de alguém que encontrou a solução para um problema.
Assim, um dos primeiros passos destacados pelo livro é abandonar o ponto de vista daquele consumidor passivo e encantado pela propaganda. Só teremos maior domínio sobre ela, quando a julgarmos através dos olhos de seu criador e do seu problema referente.

Esse ponto é amplamente discutido no livro mediante vários princípios aplicados na criatividade visual e editorial. Do primeiro ao último capítulo, o leitor terá exemplos de casos reais e testes práticos para o aprimoramento de um pensamento inédito e genial. Para tanto, o autor aborda quatro fases que o ajudarão a colocar seu cérebro em movimento a serviço da criatividade:

  • Preparação
  • Incubação
  • Iluminação
  • Verificação

Ao chegar no final do livro, certamente você possuirá uma intimidade bem humorada com a propaganda, de modo que não se sentirá mais constrangido pela sedução de certos anúncios que o levaram a comprar esse ou aquele produto. Afinal, já terá aprendido como eles são feitos ou, pelo menos, entendido os truques de quem os faz.

Desde o seu lançamento em 1982, já foram publicadas doze edições desse livro. Ele é um clássico do gênero e faz parte da lista bibliográfica de várias faculdades de comunicação e publicidade do país.


Criatividade em Propaganda. Roberto Menna Barreto.
12ª ed. São Paulo: Summus, 2004. 283 págs.
Livro usado bem conservado.

R$27,00

Adquira o seu livro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *