Bethânia encanta em Pássaro Proibido

Bethânia, entre as maiores vozes de todos os tempos. Pássaro Proibido de 1976, um marco para a cantora, pois lhe rendeu o primeiro disco de ouro de sua carreira.

Bethânia. Lp Pássaro Proibido.

R$20,00. Adquira agora o seu.

Isso se deu graças a uma canção antológica de Chico Buarque, “Olhos nos Olhos”. A música foi bastante representativa para a época, porque assinalou uma fase em que a mulher começava a ser retratada com mais dignidade pelos letristas, diz Faour (2011).

Ainda que perdurassem representações ao contrário, já era possível notar um rompimento com as concepções da mulher vista como inevitavelmente traiçoeira, ingrata, fútil, perdulária, de mil e uma utilidades domésticas ou fatal.

“Olhos nos Olhos” foi então uma das mais significativas canções daqueles tempos idos que logo caiu no gosto do público, mostrando uma mulher que, abandonada pelo companheiro, soube dar a volta por cima e, recuperada sua autoestima, dizia sem meias palavras assim:

[…] Quando você me quiser rever /
Já vai me encontrar refeita, pode crer /
Olhos nos olhos /
Quero ver o que você diz /
Ao sentir que sem você eu passo bem demais /
E que venho até remoçando /

Me pego cantando /
Sem mais nem porquê /
E tantas águas rolaram /
Quantos homens me amaram /
Bem mais e melhor que você […]

O Lp tem ainda duas regravações do repertório de Dalva de Oliveira: “Mãe Maria” e “A Bahia te Espera”.
Os outros destaques ficam por conta de quatro pérolas da MPB: “Amor, Amor” (que já havia sido gravada em 1975 por Marília Barbosa, sendo também tema da novela O Grito, da Rede Globo), o baião “A festa”, a esperançosa “Balada do Lado sem Fim”, além de uma homenagem às divindades femininas do candomblé, “As Ayabás”.

Maria Bethânia Viana Telles Veloso, conhecida por Maria Bethânia, é considerada a 5ª maior voz da música brasileira de todos os tempos, ficando atrás de Elis Regina, Tim Maia, Ney Matogrosso e Orlando Silva, e a frente de Dalva de Oliveira, Ângela Maria e Elizete Cardoso, de acordo com a revista Rolling Stone do Brasil (2012).

Com cinquenta anos de carreira, Bethânia é uma estrela da música nacional e revolucionou a forma de se fazer shows no Brasil, ao intercalar músicas com poemas, criando um estilo próprio e que muito lembra peças teatrais.

Lado A
As Ayabás (Caetano Veloso – Gilberto Gil)
Mãe Maria (Custódio Mesquita – David Násser)
Balada do Lado sem Fim (Gilberto Gil)
A Bahia te Espera (Herivelto Martins – Chianca de Garcia)
Recado (Bahr – Pontier y Francini)

Lado B
Olhos nos Olhos (Chico Buarque)
Festa (Gonzaga Júnior)
Amor, Amor (Sueli Costa – Cacaso)
Pássaro Proibido – canta Caetano Veloso (Caetano Veloso – Maria Bethânia)


Disco de vinil conservado. Capa dupla. Original de 1976.
Conservado.

R$20,00.

Adquira esse disco

Mais informações:
WhatsApp (18) 98100 – 8283

Referências:
FAOUR, Rodrigo. História sexual da MPB: a evolução do amor e do sexo na canção brasileira. 4 ed. São Paulo: Record, 2011.
REVISTA ROLLING STONE DO BRASIL. As 100 maiores vozes da música brasileira. São Paulo, 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *